SEMEANDO E CHORANDO


INTRODUÇÃO
Jesus, em sua parábola do semeador, ensina de maneira bem clara aos seus discípulos, a urgência de se trabalhar para o Reino de Deus. Ele é enfático em dizer que devemos semear e aguardar e colheita, ainda que seja em lágrimas. Portanto, veremos passo a passo a necessidade de sairmos do nosso lugar comum para ir em direção a que Deus nos ordena que fôssemos.


I - A ORDEM DE JESUS
A palavra de Deus nos diz que o semeador saiu ao campo a semear ( Mateus 13:3). O que vemos com isso é que para se semear é preciso ir em direção ao lugar da plantação. E onde é o nosso lugar de plantar? O nosso lugar de plantação é o mundo, é lá onde as almas estão. Deus ordena à sua igreja a lançar as sementes. Devemos lançar sem questionar se vai produzir frutos ou não. A Sua ordem é lançar. Não sabemos se vai cair ao pé do caminho (roubada por satanás), entre os pedregais (terra rasa, sem produção de raiz), se entre os espinhos (quando a semente, sem muita força, é sufocada pelos espinhos) ou se em terra boa, onde dará muito fruto bom. Jesus em momento nenhum escondeu essas possibilidades. Ele tão somente nos ordenou: semeie, ainda que seja em meio às lágrimas!


II – POR QUE PRECISAMOS LANÇAR A SEMENTE?
Mateus 4:4 : “Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”.
Deus sabe que o homem precisa alimentar a sua alma, e esse alimento é a Palavra de Deus, escrita e ditada pela boca de Deus. O homem precisa da salvação que só Jesus pode dar.
Hebreus 4:12: “ Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração”.
É a palavra que vai “convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo”. (João 16:8).
Marcos 4:14: “ O que semeia semeia a palavra”.
Lucas 8:11: “...esta é, pois, a parábola: a semente é a palavra de Deus”.


III – O QUE A PALAVRA REALIZA NO HOMEM?
Ela gera novas criaturas. Tiago 1:18
Ela salva: Tiago 1:21
Ela liberta: João 8:32
Ela produz fé: Rm 10:17
Ela santifica: João 17:17
Ela nos afasta do pecado: Salmos 119:11


Mas a maior preciosidade em ter a palavra em nós, e ao mesmo dividirmos com outros, é saber que nessa semeadura, somos apenas instrumentos de Deus, conforme 1 Co 3:6e 7: “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus deu o crescimento. Pelo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento”.


IV – ANDAR E CHORAR É CUMPRIR A MISSÃO
Quando observamos a parábola do semeador, e ao mesmo tempo observamos as palavras do salmista, vemos que aquele que chora quando leva a sua preciosa semente não chora em vão. Podemos analisar que anunciar as Boas Novas da salvação é uma tarefa bem árdua, pois ela é feita de dificuldades, disposição, perseverança, amor fé e, principalmente, obediência, sem a qual não sairemos do nosso lugar comum. Semear é caminhar em direção aos campos, regando-o com nossas lágrimas.
2 Co 1:6 a: “Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação...”
2 Co 4:11 e 12: “E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossa carne mortal. De maneira que em nós opera a morte, mas em vós, a vida”.


CONCLUSÃO
Portanto, podemos concluir que a nós já foi dada uma ordem, a qual é a tarefa principal da igreja de Jesus Cristo. O caminho é este: prosseguir constantemente semeando “a tempo e a fora de tempo” (2 Tm 4:2). As dificuldades surgirão, mas Deus nos encoraja a não desistirmos, ainda que as tempestades venham tentar atrapalhar a nossa plantação. O bom agricultor conhece as estações, e nós como semeadores do reino de Deus conhecemos que já é tempo de “levantarmos os nossos olhos e observarmos a nossa terra” (João 4:35).


“Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério”. 2 Tm 4:5

Autoria: Marlene Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário