Pular para o conteúdo principal

QUEM OBSERVA O VENTO NUNCA SEMEARÁ


(Ec 11.4-6)
INTRODUÇÃO: Em algumas passagens bíblicas o vento aparece como símbolo do Espírito Santo, em outras passagens, porém, ele aparece como um agente inibidor da fé por isso é indispensável que se análise o contexto bíblico para que possamos compreender de fato a mensagem que o texto nos quer transmitir. Olhar para o vento aqui, significa olhar para as condições aparentemente adversas, quem vive esperando tempo favorável do ponto de vista humano, nunca fará nada para Deus.
CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES ACERCA DO VENTO:
1 - OS HEBREUS RECONHECIAM OS QUATRO PRINCIPAIS VENTOS: Norte, Sul, Oriental e Ocidental, como vindos eles dos quatro pontos cardeais.
1-1 - VENTOS FAVORÁVEIS - NORTE E SUL: O vento norte limpa o ar, era fresco e úmido, o vento sul aquece e amadurece as colheitas e às suas qualidades benéficas se refere Salomão (Ct 4.16). “Esses ventos sempre sopram em seu favor”.
1-2- VENTOS DESFAVORÁVEIS – ORIENTAL E OCIDENTAL: Os ventos oriental e ocidental são tempestuosos, o do oriente vindo do deserto, é muito seco e faz engelhar as ervas, e o do ocidente traz fortes chuvas e tempestades. São ventos contrários (Mt 14.24). Em (Jó 1.19) se observa a violência do vento oriental.
Obs. Deus pode usar o vento oriental em teu favor! (Ex 14.21) Deus usou esse vento a favor de Israel para abrir o mar vermelho.
3 – NÃO CONHECEMOS O CAMINHO DO VENTO: (Ec 11.5a) O vento na sua trajetória pode representar os meios pelo qual Deus quer nos conduzir à vitória
4 – O VENTO ASSOPRA ONDE QUER: (Jo 3.8a) Não somos nós que determinamos onde e quando o vento vai assoprar.
4-1- O VENTO ASSOPROU QUANDO JESUS ESTAVA NO BARCO: (Mc 4.35-41) É preciso tomar cuidado com o extremismo da confissão positiva e do triunfalismo.
a) - O fato de Jesus estar no barco não nos isenta de passarmos pelas tempestades da vida.
b) - Nessa hora não adianta confiar na nossa própria capacidade ou conhecimentos, temos que chamar o mestre.
4-2- O VENTO SOPROU QUANDO JESUS NÃO ESTAVA NO BARCO: (Mt 14.22-32) Mesmo assim Jesus vem ao encontro dos discípulos.
Obs. Jesus às vezes permite que o vento assopre para nos mostrar quem ele é: (Mt 14.33; Mc 4.41).

5 – NÃO SABES DE ONDE VEM: (J o 3.8b) O vento pode ser um instrumento de Deus para nos levar ao conhecimento da sua vontade e conseqüentemente ao cumprimento de suas promessas. Você sabe por que esse vento está soprando?
6 – NEM PARA ONDE VAI: (Jo 3.8c) Este vento pode estar te levando para o centro da vontade absoluta de Deus.
6-1- O exemplo de José no Egito: (Gn 37-50) Deus usou o vento das perseguições para cumprir suas promessas a José do Egito e levá-lo ao trono (Gn 50.19,20). Inveja, traição, cova, vendido como escravo, caluniado, cárcere...! “Deus era com José”.
6-2- O exemplo de Daniel: (Dn 6.1-22) Deus usou a perseguição dos seus inimigos para engrandecê-lo no reino e dar testemunho do seu próprio poder (Dn 6.25-28).
7 – PELA MANHÃ SEMEIA A TUA SEMENTE: (Ec 11.6a) Faça o for preciso fazer mesmo quando as condições não pareçam favoráveis do ponto de vista humano.
8 – À TARDE NÃO RETIRES TUA MÃO: (Ec 11.6b) Isto fala de perseverança e confiança em Deus, espera no Senhor, Deus está trabalhando por você! (Is 64.4).
8-1- Exemplo de Mardoqueu: (Et 6.1-10) Deus tirou o sono do rei para favorecer o seu servo e exaltá-lo diante dos seus inimigos.
Obs. Ainda que o homem se esqueça, Deus jamais se esquecerá! Enquanto você dorme, ele trabalha! No tempo certo ele se levantará e usará todos os meios para te dar a vitória, se for preciso ele abre o mar, entra na fornalha, tira o sono do rei, manda anjos, tira o apetite dos leões, faz descer fogo do céu, abre até a terra para engolir seus adversários.
CONCLUSÃO: Não se intimide com o vento que está assoprando, continue servindo ao Senhor e esperando nele, o vento não veio para te destruir e sim para te fazer crescer! “O choro pode durar uma noite mais a alegria vem pela manhã”.
Fonte: www.webservos.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa "Afasta de mim esse cálice"?

“E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mt 26:39)
 Uma notável discussão surge com relação ao verdadeiro significado do “cálice” citado por Jesus em Mt 26:39-42; Mc 14:36 e Lc 22:42.
 Essa discussão envolve: 1. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao martírio que viria a acontecer; 2. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao desconhecido que estaria por vir; 3. A afirmação de que este cálice seria o horror e a angústia que Cristo sentia diante do fato de saber que estaria sendo levado frente ao julgamento Divino.
 Com isso estabelece-se a discussão, e por isso se faz necessário analisar cada uma das afirmações citadas na busca pela compreensão do real significado do texto bíblico.
1. Medo frente ao martírio que viria a acontecer.
 Será que Cristo tinha medo de morrer?
 Ora, por diversas vez…

Salmos 90:12

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." A cada dia estamos ficando velhos. Partes do nosso corpo já funcionam de maneira diferente ao que funcionavam há alguns anos atrás. Não fique triste por isso. Alegre-se, pois isso está ensinando que a vida terrena não é eterna, pois o melhor já está preparado para possuirmos: um novo corpo glorificado. Quando contamos os nossos dias, valorizamos cada instante proporcionado por Deus. Aprendemos a viver bem aqui, para, assim, conhecermos a verdadeira vida prometida por Deus. Contar os nossos dias é saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus", é poder dizer "tudo posso naquele que me fortalece", é dizer ao Pai: "seja feita a Sua vontade", é "entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, sabendo que tudo que necessito será acrescentado". Estas são as maravilhas de Deus para os seus filhos. É Ele mesmo que nos convida a contarmos cada …
A profecia bíblica não serve para satisfazer a pura curiosidade nem para especulações malucas ou para “revelações” particulares. Pelo contrário, ela nos fará praticantes da Palavra, cristãos com Jesus no centro de suas vidas, que vivem e agem de acordo com essa realidade. O próprio Senhor nos exorta a analisar o tempo em que vivemos à luz da profecia bíblica. Profecia hoje: sinais dos tempos Quando os fariseus e saduceus tentaram o Senhor Jesus pedindo-Lhe que mostrasse um sinal do céu, Ele lhes respondeu: “Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mt 16.2-3). Os religiosos daquela época não perceberam que o maior sinal de todos os tempos encontrava-se, em carne e sangue, bem à sua frente, e este era o Salvador Prometido. E hoje, diant…