Pular para o conteúdo principal

O que é um Intercessor?

O texto de Ezequiel 22:30 diz que Deus buscou entre o povo de Israel um intercessor, alguém que se colocasse na brecha pelo povo frente a Deus; e não encontrou. Os que gostam de mexer com números e estatísticas calcularam que o povo que saiu do Egito durante o êxodo seria perto de um milhão de pessoas (esse cálculo é questionado por vários estudiosos). O texto de Ezequiel foi escrito para relatar um episódio ocorrido mais de novecentos anos depois. É lógico que o número de pessoas novecentos anos depois era bem maior do que o povo do êxodo, e mesmo assim Deus não encontra ninguém que servisse como intercessor.

Vemos que o oração é tarefa de todo cristão (I Tessalonicenses 5:17), mas a intercessão como ministério, não como tarefa, é para poucos.

O que Deus procura em alguém para considerá-lo em condição de estar na brecha? O que faz com que uma pessoa se torne um intercessor eficaz diante de Deus como Moisés e Samuel? Reconhecidos pelo próprio Deus como os maiores intercessores do Antigo Testamento (Jeremias 15:1).

A seguir veremos algumas características que a Bíblia apresenta como necessárias a alguém que pretende qualificar-se diante de Deus para estar na brecha.

Características necessárias a um intercessor

1. Faz da oração uma prioridade (Atos 6:4).

2. Tem a oração como um dever (Lucas 18:1).

3. Persevera em oração até que os céus se abram e a resposta venha (Isaías 62:6-7). Não tem dúvida a respeito da resposta por isso persevera sem esmorecer, sem desanimar. Esse é o que herda a terra (Números 32:11-12). "O mundo afeito a conveniência e a facilidade exige maior determinação dos que querem empreender grandes realizações" (Rick Joyner).

4. Coragem para estar na brecha (Neemias 4:6-9). São os que lutam contra o inimigo, fazem à guarda para que os demais continuem animados para trabalhar. Não se preocupam com a festa, pois a função deles é guardar e, se o inimigo vem, formam a linha de frente. Por isso não são muitos (Ezequiel 22:30). "Se você não se dispõe a lutar, ou o seu propósito não é digno, ou você não é digno do seu propósito." (Rick Joyner).

5. Fazem tudo com zelo e diligência. Intercessor negligente, como qualquer outro ministério, atrai maldição (Jeremias 48:10). Precisa ser cortado.

6. São os primeiros a perceber os riscos espirituais. Soam o alerta (Isaías 62:6). Evitam o pior, a destruição, esta também foi a experiência de Neemias, quando pôs guardas os inimigos desanimaram de investir contra.

7. São submissos as autoridades superiores. Um intercessor que quer fazer oposição, orar numa direção diferente da proposta pelo líder maior traz mais prejuízo do que o inimigo. É como um feiticeiro no meio do povo (I Samuel 15:22-23).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa "Afasta de mim esse cálice"?

“E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mt 26:39)
 Uma notável discussão surge com relação ao verdadeiro significado do “cálice” citado por Jesus em Mt 26:39-42; Mc 14:36 e Lc 22:42.
 Essa discussão envolve: 1. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao martírio que viria a acontecer; 2. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao desconhecido que estaria por vir; 3. A afirmação de que este cálice seria o horror e a angústia que Cristo sentia diante do fato de saber que estaria sendo levado frente ao julgamento Divino.
 Com isso estabelece-se a discussão, e por isso se faz necessário analisar cada uma das afirmações citadas na busca pela compreensão do real significado do texto bíblico.
1. Medo frente ao martírio que viria a acontecer.
 Será que Cristo tinha medo de morrer?
 Ora, por diversas vez…

Salmos 90:12

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." A cada dia estamos ficando velhos. Partes do nosso corpo já funcionam de maneira diferente ao que funcionavam há alguns anos atrás. Não fique triste por isso. Alegre-se, pois isso está ensinando que a vida terrena não é eterna, pois o melhor já está preparado para possuirmos: um novo corpo glorificado. Quando contamos os nossos dias, valorizamos cada instante proporcionado por Deus. Aprendemos a viver bem aqui, para, assim, conhecermos a verdadeira vida prometida por Deus. Contar os nossos dias é saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus", é poder dizer "tudo posso naquele que me fortalece", é dizer ao Pai: "seja feita a Sua vontade", é "entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, sabendo que tudo que necessito será acrescentado". Estas são as maravilhas de Deus para os seus filhos. É Ele mesmo que nos convida a contarmos cada …
A profecia bíblica não serve para satisfazer a pura curiosidade nem para especulações malucas ou para “revelações” particulares. Pelo contrário, ela nos fará praticantes da Palavra, cristãos com Jesus no centro de suas vidas, que vivem e agem de acordo com essa realidade. O próprio Senhor nos exorta a analisar o tempo em que vivemos à luz da profecia bíblica. Profecia hoje: sinais dos tempos Quando os fariseus e saduceus tentaram o Senhor Jesus pedindo-Lhe que mostrasse um sinal do céu, Ele lhes respondeu: “Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mt 16.2-3). Os religiosos daquela época não perceberam que o maior sinal de todos os tempos encontrava-se, em carne e sangue, bem à sua frente, e este era o Salvador Prometido. E hoje, diant…