Pular para o conteúdo principal

VOCÊ CONHECE ESSA BANDEIRA? É DA TANZÂNIA?


O Evangelho da graça numa nação esquecida e carente de salvação em Cristo
Capital:
Dodoma.
Localização: fronteira com Uganda, Quênia, Moçambique, Malawi, Zâmbia, República Democrática do Congo, Burundi e Ruanda.
Idioma: Suaíli e inglês (oficiais).
Religião: segundo informações do site Wikipédia Enciclopédia Livre (wikipedia.org), as estatísticas atuais sobre religião na Tanzânia são indisponíveis porque as pesquisas religiosas foram eliminadas de relatórios de censo do governo depois de 1967. Segundo, ainda, o site, líderes religiosos e sociólogos acreditam que as comunidades cristãs e muçulmanas são iguais, cada uma representando 30 a 40% da população, sendo o restante constituído por praticantes de outras religiões, religiões indígenas e ateus.
Tanzânia e seu contexto espiritual
Embora a liberdade religiosa seja uma garantia para toda e qualquer manifestação de culto e fé, o clima não é lá tão favorável quanto parece, e ser cristão nesse contexto é um desafio e uma tarefa árdua. Muçulmanos e islâmicos disputam por espaço e privilégios, e às voltas com essa “fogueira de vaidades”, estão os cristãos. Houve, sim, na história espiritual da Nação fatores dignos não necessariamente de comemoração, porque ainda é cedo, mas de regozijo. Como, por exemplo, o crescimento de evangélicos e o grande mover entre as denominações, que culminaram num vigoroso alcance da Palavra, numa corajosa fé e numa visão para um avanço ainda maior da obra. Pouca oportunidade para o ensino bíblico, estagnação de igrejas em diversas áreas, falta de treinamento de líderes, além, do medo, do clima de tensão e opressão espirituais e ainda o crescimento da AIDS são apenas alguns dos muitos dilemas que permeiam essa tão carente e esquecida Nação. Oremos por Tanzânia.
Tanzânia é o foco de nossas orações. Oremos, pois:
- Pelos pais que perderam os filhos nessa tão terrível tragédia.

- Por uma expansão (sem fronteiras ou barreira) ainda maior do Evangelho, a fim de que muitos cegos e presos à idolatria e ao medo sejam finalmente livres e salvos.

- Por mais coragem e ousadia do Corpo de Cristo que nesse País se encontra, a fim de que os cristãos possam testemunhar de sua fé.
- Pelo fim do avanço da AIDS e também da iminente violência em ebulição decorrente de disputa de poder e privilégios entre islâmicos e muçulmanos.
Fontes: Obra Intercessão Mundial (Patrick Johnstone e Jason Mandryk, Ed. Horizontes América Latina, pgs. 638 a 641 ). Adaptação: Atos Hoje.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa "Afasta de mim esse cálice"?

“E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mt 26:39)
 Uma notável discussão surge com relação ao verdadeiro significado do “cálice” citado por Jesus em Mt 26:39-42; Mc 14:36 e Lc 22:42.
 Essa discussão envolve: 1. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao martírio que viria a acontecer; 2. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao desconhecido que estaria por vir; 3. A afirmação de que este cálice seria o horror e a angústia que Cristo sentia diante do fato de saber que estaria sendo levado frente ao julgamento Divino.
 Com isso estabelece-se a discussão, e por isso se faz necessário analisar cada uma das afirmações citadas na busca pela compreensão do real significado do texto bíblico.
1. Medo frente ao martírio que viria a acontecer.
 Será que Cristo tinha medo de morrer?
 Ora, por diversas vez…

Salmos 90:12

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." A cada dia estamos ficando velhos. Partes do nosso corpo já funcionam de maneira diferente ao que funcionavam há alguns anos atrás. Não fique triste por isso. Alegre-se, pois isso está ensinando que a vida terrena não é eterna, pois o melhor já está preparado para possuirmos: um novo corpo glorificado. Quando contamos os nossos dias, valorizamos cada instante proporcionado por Deus. Aprendemos a viver bem aqui, para, assim, conhecermos a verdadeira vida prometida por Deus. Contar os nossos dias é saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus", é poder dizer "tudo posso naquele que me fortalece", é dizer ao Pai: "seja feita a Sua vontade", é "entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, sabendo que tudo que necessito será acrescentado". Estas são as maravilhas de Deus para os seus filhos. É Ele mesmo que nos convida a contarmos cada …
A profecia bíblica não serve para satisfazer a pura curiosidade nem para especulações malucas ou para “revelações” particulares. Pelo contrário, ela nos fará praticantes da Palavra, cristãos com Jesus no centro de suas vidas, que vivem e agem de acordo com essa realidade. O próprio Senhor nos exorta a analisar o tempo em que vivemos à luz da profecia bíblica. Profecia hoje: sinais dos tempos Quando os fariseus e saduceus tentaram o Senhor Jesus pedindo-Lhe que mostrasse um sinal do céu, Ele lhes respondeu: “Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mt 16.2-3). Os religiosos daquela época não perceberam que o maior sinal de todos os tempos encontrava-se, em carne e sangue, bem à sua frente, e este era o Salvador Prometido. E hoje, diant…