Pular para o conteúdo principal

Consagração - O Que É?


CONSAGRAÇÃO
1) o que é consagração?
2) por que o cristão deve se consagrar?
3) como o cristão se consagra?

“ Para os filhos de Arão farás túnicas, e cintos, e tiaras; fá-los-ás para glória e ornamento.  E, com isso, vestirás Arão, teu irmão, bem como seus filhos; e os ungirás, e consagrarás, e santificarás, para que me oficiem como sacerdotes.  Faze-lhes também calções de linho, para cobrirem a pele nua; irão da cintura às coxas.  E estarão sobre Arão e sobre seus filhos, quando entrarem na tenda da congregação ou quando se chegarem ao altar para ministrar no santuário, para que não levem iniqüidade e morram; isto será estatuto perpétuo para ele e para sua posteridade depois dele.” (Ex 28.40-43)

Introdução
· Basicamente os ensinos bíblicos nos apresentam todos os meios necessários para estarmos em conformidade e em aliança com Deus.
· Objetivamente o ato de consagrar-se a Deus exige mais de quem o quer, do que daqueles que simplesmente querem uma vida cristã comum;
· Não existe uma regra comum, uma receita para consagração – é individual;

LUTANDO CONTRA A CONDUTA DO PECADO 

DESENVOLVENDO A PERFEIÇÃO
· 48 vezes a expressão “sem defeito” indicando o animal que seria sacrificado ao Senhor;
· Esta indicação apontaria para Cristo, o sacrifício “sem defeito” que tira o pecado do mundo. “mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo” (1Pe 1.19);
· Esta expressão também indica que o povo eleito de Deus seria um povo santo. “Salvador Cristo Jesus,  o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniqüidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras.” (Tt 2.14-15);
· “Sem defeito”: Mymt (tamiym): saudável, sem defeito, inocente, íntegro;
· Deus deseja que você seja sem defeitos – desenvolvimento da perfeição. “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”.(Fp 3.12);
· O pecado só será vencido com muita luta contra ele. “na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue”(Hb 12.4). “Luta – agwnizomai - competir com adverários, lutar.
Conclusão: a consagração só será alcançada passo-a-passo quando você lutar contra o pecado.

VESTINDO ROUPAS SACERDOTAIS 
– vivendo um cristianismo autêntico
· Arão e seus filhos “vestiam” roupas especiais que os identificavam como “consagrados”;
· A consagração no AT implicava na dedicação de uma vida a Deus, e na aceitação de Deus;
· Se eles entrassem sem suas roupas sacerdotais diante do Senhor, eles morriam;
· As vestes têm implicações espirituais não materiais (Ap 7.13-17);
· Vivemos hoje um cristianismo “modista”, onde as pessoas vão à igreja como ao shopping; onde “ser um crente” deixou de significar “modelo”, “diferença”, “santidade”, “pureza”; “disseram a Pedro: Verdadeiramente, és também um deles, porque o teu modo de falar o denuncia.” (Mt 26.73);
· As roupas identificam uma cultura, uma época, uma moda;
· Um cristianismo autêntico e fiel identificará crentes honrados e modelos de Cristo para nossa geração; “...vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, ... e vos revistais (enduow - entrar numa roupa) do novo homem, criado segundo Deus” (Ef 4.22-23);
Conclusão: um cristão consagrado é aquele que “vive” um cristianismo autêntico todo o dia.
DESENVOLVENDO HÁBITOS ESPIRITUAIS
· Hábito: uso, costume.
· As roupas que Arão e seus filhos sacerdotes usavam deveria ser comum a eles – habitualmente;
· O que deve ser comum na vida de um cristão que deseja ser consagrado:
* Separar-se para Deus. “ Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?  Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo?  Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.  Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” (2Co 6.14-18);
* Ter momentos separados para meditação na Bíblia. “Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia!” (Sl 119.97);
* Ter momentos separados para oração. “Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lc 18.1);
* Cultuar constantemente. “Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns” (Hb 10.25);
Conclusão:
· O serviço ao SENHOR para o qual Deus nos chama é qualificado como sendo com integridade e fidelidade. Integridade, aqui, tem a ver com totalidade, ou seja, aquilo que é integral.
· Se o culto ou serviço ao SENHOR é prestado na totalidade, isto é, com um coração íntegro ou não dividido, segue-se naturalmente que tal serviço será marcado pela fidelidade.
· Isto implica em deitar fora todos os outros deuses, inclusive a nós mesmos, e servir à vontade do SENHOR.
· FOGO ESTRANHO: Nadabe e Abiú, filhos de Arão, tomaram cada um o seu incensário, e puseram neles fogo, e sobre este, incenso, e trouxeram fogo estranho perante a face do SENHOR, o que lhes não ordenara. Então, saiu fogo de diante do SENHOR e os consumiu; e morreram perante o SENHOR. (Lv 10.1-2) - Jamais se apresente diante do Senhor trazendo “fogo estranho”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa "Afasta de mim esse cálice"?

“E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mt 26:39)
 Uma notável discussão surge com relação ao verdadeiro significado do “cálice” citado por Jesus em Mt 26:39-42; Mc 14:36 e Lc 22:42.
 Essa discussão envolve: 1. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao martírio que viria a acontecer; 2. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao desconhecido que estaria por vir; 3. A afirmação de que este cálice seria o horror e a angústia que Cristo sentia diante do fato de saber que estaria sendo levado frente ao julgamento Divino.
 Com isso estabelece-se a discussão, e por isso se faz necessário analisar cada uma das afirmações citadas na busca pela compreensão do real significado do texto bíblico.
1. Medo frente ao martírio que viria a acontecer.
 Será que Cristo tinha medo de morrer?
 Ora, por diversas vez…

Salmos 90:12

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." A cada dia estamos ficando velhos. Partes do nosso corpo já funcionam de maneira diferente ao que funcionavam há alguns anos atrás. Não fique triste por isso. Alegre-se, pois isso está ensinando que a vida terrena não é eterna, pois o melhor já está preparado para possuirmos: um novo corpo glorificado. Quando contamos os nossos dias, valorizamos cada instante proporcionado por Deus. Aprendemos a viver bem aqui, para, assim, conhecermos a verdadeira vida prometida por Deus. Contar os nossos dias é saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus", é poder dizer "tudo posso naquele que me fortalece", é dizer ao Pai: "seja feita a Sua vontade", é "entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, sabendo que tudo que necessito será acrescentado". Estas são as maravilhas de Deus para os seus filhos. É Ele mesmo que nos convida a contarmos cada …
A profecia bíblica não serve para satisfazer a pura curiosidade nem para especulações malucas ou para “revelações” particulares. Pelo contrário, ela nos fará praticantes da Palavra, cristãos com Jesus no centro de suas vidas, que vivem e agem de acordo com essa realidade. O próprio Senhor nos exorta a analisar o tempo em que vivemos à luz da profecia bíblica. Profecia hoje: sinais dos tempos Quando os fariseus e saduceus tentaram o Senhor Jesus pedindo-Lhe que mostrasse um sinal do céu, Ele lhes respondeu: “Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mt 16.2-3). Os religiosos daquela época não perceberam que o maior sinal de todos os tempos encontrava-se, em carne e sangue, bem à sua frente, e este era o Salvador Prometido. E hoje, diant…