Pular para o conteúdo principal

Adeptos de Seitas



Os adeptos de seitas são a classe mais marginalizada pela igreja. Há muitos cristãos que não vêem necessidade de estudar ou evangelizar este grupo de pecadores, preferindo como dizem, apenas evangelizar os pecadores. Mas essa classe de pessoas está incluída em Marcos 16:15, note que ali o mestre disse "toda a criatura". Essas pessoas são tão carentes do amor de Deus como qualquer outro grupo de pecadores ou até mais. Admitimos sim, que há mais dificuldades em convencê-los de seus pecados e erros, pois estão durante anos, sendo controlados mentalmente pela seita, acabando por ficar dependentes psicológica e espiritualmente dela.
As seitas lhes dão uma falsa segurança espiritual e oferecem um falso céu ou paraíso. Desta maneira a pessoa escravizada pela seita não consegue enxergar o seu estado de pecaminosidade, pensa estar salva quando na verdade esta indo a passos largos para a perdição eterna.
O alarmante avanço das seitas deveria ser levado mais a sério pelas igrejas evangélicas. Todo ano milhares de pessoas que outrora professavam ser cristãs se filiaram agora a alguma seita destrutiva ou não. As seitas se tornaram uma ameaça ao verdadeiro cristianismo. Nós como igreja do Deus vivo que é a coluna e baluarte da verdade devemos estar preparados para batalharmos pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. Não podemos negligenciar a história dos heróis da fé que nos antecederam. Muitos deles pagaram com a própria vida ao denunciar as heresias que estavam se infiltrando dentro da igreja e como resultado nos deixaram um belo exemplo de zelo e coragem a serem seguidos por todos nós.

1. Eis algumas razões porque estudar as seitas;
· Porque Jesus advertiu-nos dizendo: "Guardai-vos dos [falsos profetas], que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores." Mateus 7:15
· Porque os apóstolos alertaram dizendo: "Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios." I Timóteo 4:1 "Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição." II Pedro 2:1. "Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo." I João 4:1. "Amados, enquanto eu empregava toda a diligência para escrever-vos acerca da salvação que nos é comum, senti a necessidade de vos escrever, exortando-vos a pelejar pela fé que de uma vez para sempre foi entregue aos santos. Porque se introduziram furtivamente certos homens, que já desde há muito estavam destinados para este juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de nosso Deus, e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo." Judas 3,4.
2. Qual a Importância de se Estudar sobre as Seitas?
a) Nos capacita a combatê-las. Precisamos conhecer não só o que nós mesmos cremos, ou seja, a doutrina cristã, mas como também, da mesma maneira, tentar entender a miscelânea de heresias que são propagadas pelas seitas. Só assim poderemos estar bem equipados para o combate da fé.
b) Nos auxilia na evangelização. Nosso povo brasileiro é um povo que por natureza é tendencioso ao misticismo, à religiosidade e à crendices, se tornando presas fáceis nas mãos das seitas. O Brasil é um campo fértil não só para o evangelho mas também para as falsas religiões. É imprescindível que o evangelista conheça as doutrinas das seitas para obter sucesso na evangelização ao abordar um pecador adepto de alguma seita. "Argumentava, portanto, na sinagoga com os judeus e os gregos devotos, e na praça todos os dias com os que se encontravam ali. Ora, alguns filósofos epicureus e estóicos disputavam com ele. Uns diziam: Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece ser pregador de deuses estranhos; pois anunciava a boa nova de Jesus e a ressurreição." Atos 17:17,18.
c) Aumenta nossa fé. Ao adentrarmos no ramo da heresiologia nossa fé é aumentada de duas maneiras: Primeira - Para combatermos as heresias somos impelidos a estudar mais a teologia e as doutrinas essências da fé cristã tais como: Salvação, Trindade, inferno etc. Tudo isso resulta em mais edificação espiritual. Segunda - Ao estudarmos as aberrações doutrinárias das seitas somos capazes de avaliarmos quão alicerçados estamos no evangelho da graça de Deus e como o evangelho genuíno de Cristo é simples e descomplicado ante as incoerências heterodoxas das seitas. Isto serve como um antídoto contra as heresias das seitas.
d) Aumenta nossa responsabilidade. Sabendo da importância de combater o bom combate da fé nossa responsabilidade se torna maior ainda para com os pecadores ou como diz o profeta: "Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; se não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, a fim de salvares a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade; mas o seu sangue, da tua mão o requererei." Ezequiel 3:18.

Fonte: Revista DF

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa "Afasta de mim esse cálice"?

“E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mt 26:39)
 Uma notável discussão surge com relação ao verdadeiro significado do “cálice” citado por Jesus em Mt 26:39-42; Mc 14:36 e Lc 22:42.
 Essa discussão envolve: 1. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao martírio que viria a acontecer; 2. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao desconhecido que estaria por vir; 3. A afirmação de que este cálice seria o horror e a angústia que Cristo sentia diante do fato de saber que estaria sendo levado frente ao julgamento Divino.
 Com isso estabelece-se a discussão, e por isso se faz necessário analisar cada uma das afirmações citadas na busca pela compreensão do real significado do texto bíblico.
1. Medo frente ao martírio que viria a acontecer.
 Será que Cristo tinha medo de morrer?
 Ora, por diversas vez…

Salmos 90:12

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." A cada dia estamos ficando velhos. Partes do nosso corpo já funcionam de maneira diferente ao que funcionavam há alguns anos atrás. Não fique triste por isso. Alegre-se, pois isso está ensinando que a vida terrena não é eterna, pois o melhor já está preparado para possuirmos: um novo corpo glorificado. Quando contamos os nossos dias, valorizamos cada instante proporcionado por Deus. Aprendemos a viver bem aqui, para, assim, conhecermos a verdadeira vida prometida por Deus. Contar os nossos dias é saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus", é poder dizer "tudo posso naquele que me fortalece", é dizer ao Pai: "seja feita a Sua vontade", é "entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, sabendo que tudo que necessito será acrescentado". Estas são as maravilhas de Deus para os seus filhos. É Ele mesmo que nos convida a contarmos cada …
A profecia bíblica não serve para satisfazer a pura curiosidade nem para especulações malucas ou para “revelações” particulares. Pelo contrário, ela nos fará praticantes da Palavra, cristãos com Jesus no centro de suas vidas, que vivem e agem de acordo com essa realidade. O próprio Senhor nos exorta a analisar o tempo em que vivemos à luz da profecia bíblica. Profecia hoje: sinais dos tempos Quando os fariseus e saduceus tentaram o Senhor Jesus pedindo-Lhe que mostrasse um sinal do céu, Ele lhes respondeu: “Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mt 16.2-3). Os religiosos daquela época não perceberam que o maior sinal de todos os tempos encontrava-se, em carne e sangue, bem à sua frente, e este era o Salvador Prometido. E hoje, diant…