Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 17, 2010

ISRAEL: AJUDA HUMANITÁRIA

Israel: resposta desproporcional Muitos líderes e países do mundo acusam Israel de responder desproporcionalmente às agressões do Hezbollah no Líbano e do Hamas em Gaza. Entretanto, é tempo que a mídia internacional fale de outra resposta desproporcional de Israel. O terrível terremoto que devastou o Haiti tem gerado respostas de muitas nações. Os Estados Unidos mandaram suprimentos e pessoal. A Inglaterra mandou 64 bombeiros e 8 voluntários. A França mandou tropas para ajudar na “procura e salvamento”. Muitos países mandaram dinheiro. Já o mundo muçulmano e árabe mandou... nada!
Israel, uma nação de 7,6 milhões de pessoas mandou um time de 220 pessoas que inclui pessoal médico e um hospital no Haiti, que tratará de 500 pessoas por dia, com um grupo de “procura e salvamento” especializado e suprimentos médicos. Isto foi feito da mesma maneira como agiu em outros terremotos, como em Gujarat na Índia, em 2001, e na Turquia. Israel tem sido dos mais generosos em auxílio e assistência. A Tu…

Por que Maria Madalena não pode tocar no Cristo Ressuscitado?

Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus. (Jo 20.17)
Assim que Maria Madalena viu Jesus no jardim da tumba, na manhã da ressurreição, quis tocar Nele, mas não obteve consentimento. “Não me toques” ou “não me detenhas”, disse Ele. No entanto, quando Tomé disse que só creria se Nele viesse a tocar, Jesus apareceu a ele, e disse: “Põe aqui a tua mão” (Jo 20.27) — indicando ao discípulo as Suas mãos e o Seu lado marcados pelos ferimentos da Cruz. Aos demais, estupefatos ante a visão de Jesus ressuscitado, Ele também lhes diz: “Vede que um espírito não tem carne..., como vedes que eu tenho” (Lc 24.39). Desse modo, a questão não era tocar ou não Nele, mas sim se o momento era viável, pois Cristo tinha pressa.
“Não me toques” ou “não me detenhas”
Detenhas vem do verbo "deter", que significa impedir, não deixar continuar… Vamos modificar o texto pra melhorar o …

O texto de Mt. 5.25-26 é uma base para o purgatório?

O Catolicismo Romano cita esses versículos para defender a doutrina do purgatório. Diz a Igreja Católica que Jesus nos dá a entender que, após a caminhada da vida presente (a via), pode haver um cárcere (metáfora), de onde o réu (o homem) sai depois de ter expiado por completo (Diálogo Ecumênico. Estevão Bettencourt osb. Lumen Christi. 1989. 3a. Edição. P. 157).


Resposta

Os versículos em pauta nos mostram um quadro em que o Senhor Jesus trata da relação do homem com o seu inimigo, ou seja, o devedor e seu credor (compare com Lucas 12.58-59). A palavra adversário aqui não se refere ao diabo e o termo prisão ou cárcere nada tem a ver com o purgatório. O texto, na verdade, refere-se ao acerto de contas, ou reconciliação, entre os homens. Assim, a humildade de espírito pode nos livrar de muitos dissabores, mesmo quando estamos errados. No sentido espiritual, a maneira ímpar de o homem pagar suas dívidas é aceitando o Senhor Jesus como único e suficiente salvador (Jo 8.32; 14.6; Cl 2.14). Ou…

ATUAL MINISTÉRIO DE CRISTO NO CÉU

Leitura: Rm 8.31-39 Introdução A Bíblia fala amplamente sobre o ministério que o Senhor Jesus cumpriu quando encarnou aqui na terra: Ele fez milagres, pregou as boas novas de salvação, ensinou aos discípulos e, cumprindo o plano de Deus, morreu numa cruz para salvar a todo o que crê. Ao terceiro dia Ele ressuscitou e depois de 40 dias em que apareceu repetidas vezes aos Seus discípulos, foi elevado aos céus.
As Escrituras também falam sobre a Sua volta para buscar a igreja e posterior retorno para reinar com ela, no milênio. Mas quanto ao seu atual ministério no céu, o que Ele está fazendo? a) Cristo está reinando (Ef 1.20,21; 1 Pe 3.22) e esperando (Hb 10.12,13) Cristo está assentado no trono, à direita de Deus, esperando o tempo certo para concluir sua obra. A idéia representada pelo verbo grego endéchomai é de alguém esperando algo ou alguém (o mesmo termo é empregado em Tg 5.7). Cristo aguarda até que seus inimigos sejam totalmente vencidos. Esta mensagem foi amplamente anunciada tanto…

AI DOS QUE CAUSAREM ESCÂNDALOS!

O Perigo do Escândalo
Lc 17.1-3 Introdução Escândalo no dicionário português é definido como mau procedimento; mau exemplo; ato reprovável. Escandalizar é melindrar; ofender; agir de forma indecorosa e vergonhosa. A palavra escândalo é de origem grega (skándalon). É a armadilha que se põe no caminho do inimigo para fazê-lo cair. É aquilo que dá o que falar, que causa indignação por ser contrário à moral, à honestidade, aos bons costumes, à justiça, às leis etc. No sentido espiritual e moral, é todo o obstáculo que, com sua conduta, uma pessoa pode representar para a vida ou a moralidade de outras pessoas.
Em algumas traduções da Bíblia, a palavra escândalo está expressa por tropeço, querendo significar tudo o que leva o homem à queda: o mau exemplo, princípios falsos, abuso do poder etc. A palavra grega próskomma também é traduzida por tropeço. Os escândalos são inevitáveis 1. Porque o homem é pecador - Os escândalos acontecem porque a natureza humana é pecaminosa e inclinada ao mal. O egoí…

UNÇÃO COM ÓLEO

Doutrina: Unção Com Óleo
Leitura: Tg 5.14-18 O uso de óleo para unção do corpo era bastante utilizado no mundo antigo, com emprego na medicina, na cosmética e também num sentido simbólico e religioso. Vários tipos de unção A Bíblia menciona a unção com óleo com vários propósitos: a) Para cuidar do corpo ou cuidados da beleza (Rt 3.3; Et 2.12; 2 Cr 28.15; Jz 16.8; Ez 16.9; Mt 6.17). Era omitido em períodos de luto (2 Sm 14.2; 12.20) ou grande tristeza (Dn 10.2,3), pois significava alegria (Pv 27.9; Sl 45.7; Is 61.3). b) Com propósito medicinal (Is 1.6; Jr 51.8; Lc 10.34). Era muito comum o uso de óleo para inchaços e feridas de diversos tipos; machucados, cortados e qualquer tipo de ferimento. c) Era oferecido a um convidado de honra (Sl 23.5; Lc 7.38,46; Jo 11.2; 12.3) d) Também usado para honrar os mortos (Mc 16.1; Gn 50.2; 2 Cr 16.14) ou para preservar o corpo. e) A unção cerimonial. Esta é a unção formal de um Sacerdote (Ex 28.41), profeta (1 Rs 19.15,16) ou de um Rei (1 Sm 10.1; 16.3,12). …

BODAS DO CORDEIRO: O QUE É?

As Bodas do Cordeiro
Leitura: Ap 19.7,8 Em língua portuguesa, a palavra boda significa “celebração de casamento”, embora seja mais empregada, popularmente, para referir-se ao aniversário da união conjugal, tal como nas expressões “bodas de prata” ou “bodas de ouro”, que são, respectivamente, a comemoração de 25 e 50 anos de aniversário de casamento. A primeira vez que a palavra “boda” aparece na Bíblia é para relatar o casamento de Sansão (Jz 14.12). A Bíblia utiliza muitas vezes a figura da noiva e do noivo para referir-se ao relacionamento da igreja com Cristo (Mt 9.15; Jo 3.29; 2 Co 11.2; Ef 5.22-33; Ap 19.7-9; 21.1-22.7) e a as bodas do Cordeiro – o casamento de Cristo com a igreja – é a expressão máxima desta relação. Este conceito nupcial enfatiza tanto a lealdade, a devoção e fidelidade da igreja a Cristo, quanto o amor de Cristo à sua igreja e sua comunhão com ela. Em Israel, o noivado é tão serio quanto o casamento. Na historia bíblica a mulher comprometida em noivado era chamada…