Pular para o conteúdo principal

Cinco qualidades do verdadeiro discípulo

Texto Bíblico: Luc 14.25-33. 

Introdução
Discípulo: É aquela pessoa que segue os ensinos de seu mestre; Jesus é o nosso Mestre por isso temos o dever de seguir seus ensinos. (1Pd 2.21) Porque para isso fostes chamados, porquanto também Cristo padeceu por vós, deixando-vos exemplo, para que sigais as suas pisadas.

Ele ama a Deus acima de todas as coisas: Deus tem que ser o tema central de nossa vida, pois tudo que somos procede Dele. (Rm 11. 36) Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a Ele. Jesus quando designou seus Discípulos para fazer a obra deu a eles muitas instruções, e uma delas foi amar a Deus acima de tudo. (Mt 10.37) Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. Na antiga aliança Deus já havia recomendado o seu povo por meio de Moises dizendo. (Dt 6.5) Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças. Quanto o Cristão ama ao Senhor acima de tudo ele da prioridade ao Reino de Deus. (Mt 6.33) Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Ele renuncia as suas próprias vontade: Para sermos verdadeiros Discípulos de Jesus muitas coisas em nossa vida têm que ser renunciadas. (Mt 16.24) Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me. Uns dos maiores problema hoje do Cristianismo é que as pessoas querem ser Discípulos de Jesus de qualquer jeito. (Hb 12.1.20) Deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, fitando os olhos em Jesus. Temos que ser consciente que agora não somos mais os mesmos, Paulo diz que somos nova criatura. (2 Cor 5.17) Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. Outrora nós fazíamos a vontade da nossa carne, porem agora temos que fazer a vontade do Senhor. (1Ts 4.3) Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação:

Ele tem um espírito humilde: É o sentimento que leva a pessoa a reconhecer suas próprias limitações; modéstia; ausência de orgulho. Jesus ensinou seus Discípulos dizendo em Mt 11.29 “Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas”. O Apóstolo Pedro faz uma recomendação aos irmãos. (1Pd 5.5) “Cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”. Jesus deu uma grande lição a seus discípulos acerca da humildade. (Mt 18.4) Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus. Muito perdem a bênção do Senhor porque não seguem os ensinos de Jesus, Salomão diz que somente os humildes serão honrados. (Pv 15. 33) O temor do Senhor é a instrução da sabedoria; e adiante da [honra] vai a humildade.

Ele é perseverante: Jesus ao convidar seus Discípulos para fazerem parte de sua comissão não prometeu a eles mar de rosa. (Mt 16.24) Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me. O escritor aos Hebreus exorta a persevera para alcançar a promessa. (Hb 10.36) Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. O Senhor deixa bem claro que a nossa luta é travada, mas temos que perseverar, pois ele não tem prazer naquele que não persevera. (Hb 10.38) Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Não podemos desanimar olhando para traz para as dificuldades da vida. (Lc 9.61) Jesus, porém, lhe respondeu: Ninguém que lança mão do arado e olha para trás é apto para o reino de Deus. Só terão recompensa do Senhor aqueles que continuarem perseverando até o fim. (Mt 24.13) Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.

Ele ama seu próximo: Jesus ensinou muito bem seus Discípulos acerca desse mandamento. (João.13.35) Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros. O amor é uns dos frutos do Espírito que deve sempre frutificar na vida do Cristão. (Gl 5.22) Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade. Independente de como as pessoas se relacionam com a gente, devemos amá-los, porque somos Discípulos de Jesus. (1 João 3.18) Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade. A Biblia não nos dá o direito de odiar nossos irmãos, mas sim de amá-los. (1João  4.7.8) Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.

AMÉM!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa "Afasta de mim esse cálice"?

“E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mt 26:39)
 Uma notável discussão surge com relação ao verdadeiro significado do “cálice” citado por Jesus em Mt 26:39-42; Mc 14:36 e Lc 22:42.
 Essa discussão envolve: 1. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao martírio que viria a acontecer; 2. A afirmação de que este cálice seria o medo de Cristo frente ao desconhecido que estaria por vir; 3. A afirmação de que este cálice seria o horror e a angústia que Cristo sentia diante do fato de saber que estaria sendo levado frente ao julgamento Divino.
 Com isso estabelece-se a discussão, e por isso se faz necessário analisar cada uma das afirmações citadas na busca pela compreensão do real significado do texto bíblico.
1. Medo frente ao martírio que viria a acontecer.
 Será que Cristo tinha medo de morrer?
 Ora, por diversas vez…

Salmos 90:12

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." A cada dia estamos ficando velhos. Partes do nosso corpo já funcionam de maneira diferente ao que funcionavam há alguns anos atrás. Não fique triste por isso. Alegre-se, pois isso está ensinando que a vida terrena não é eterna, pois o melhor já está preparado para possuirmos: um novo corpo glorificado. Quando contamos os nossos dias, valorizamos cada instante proporcionado por Deus. Aprendemos a viver bem aqui, para, assim, conhecermos a verdadeira vida prometida por Deus. Contar os nossos dias é saber que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus", é poder dizer "tudo posso naquele que me fortalece", é dizer ao Pai: "seja feita a Sua vontade", é "entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, sabendo que tudo que necessito será acrescentado". Estas são as maravilhas de Deus para os seus filhos. É Ele mesmo que nos convida a contarmos cada …
A profecia bíblica não serve para satisfazer a pura curiosidade nem para especulações malucas ou para “revelações” particulares. Pelo contrário, ela nos fará praticantes da Palavra, cristãos com Jesus no centro de suas vidas, que vivem e agem de acordo com essa realidade. O próprio Senhor nos exorta a analisar o tempo em que vivemos à luz da profecia bíblica. Profecia hoje: sinais dos tempos Quando os fariseus e saduceus tentaram o Senhor Jesus pedindo-Lhe que mostrasse um sinal do céu, Ele lhes respondeu: “Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mt 16.2-3). Os religiosos daquela época não perceberam que o maior sinal de todos os tempos encontrava-se, em carne e sangue, bem à sua frente, e este era o Salvador Prometido. E hoje, diant…