A vitória através da fidelidade


"...o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus;" Rute 1:16c

Por que Elimeleque fugiu para a cidade de Moabe?

"Estas, pois, são as nações que o SENHOR deixou ficar, para por elas provar a Israel, a saber, a todos os que não sabiam de todas as guerras de Canaã.
Tão-somente para que as gerações dos filhos de Israel delas soubessem (para lhes ensinar a guerra), pelo menos os que dantes não sabiam delas.
Cinco príncipes dos filisteus, e todos os cananeus, e sidônios, e heveus que habitavam nas montanhas do Líbano desde o monte de Baal-Hermom, até à entrada de Hamate.
Estes, pois, ficaram, para por eles provar a Israel, para saber se dariam ouvido aos mandamentos do SENHOR, que ele tinha ordenado a seus pais, pelo ministério de Moisés." Juízes 3:1-4

"Naqueles dias não havia rei em Israel; porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos." Juízes 21:25

Observe que nos textos acima é claro entender que o povo estava sofrendo dificuldades por desobediência. Logo, era Deus na situação deles. Precipitadamente Elimeleque foge para Moabe. Que horrível coisa ele fez! Não assumiu sua responsabilidade de confiar no Senhor em dias difíceis.
Aparentemente, parece uma história cruel, mas não é! Vamos ver que no meio das aflições, Deus está lá!
Quando o povo de Israel se desviava da santidade, Deus permitia que os inimigos atacassem e, também, cerrava o céu para que não chovesse. Com isso, a agricultura ficava escassa e, consequentemente, a fome chegava. Elimeleque preferiu fugiu para uma terra onde teria alimento, mas não conhecia as consequências.

Em Rute 1:3 podemos ver que Elimeleque morre nas terras de Moabe e Noemi fica com seus dois filhos. O que mais estranho que vejo nesta história é a escolha dos nomes dos filhos de Noemi. 
Malom: doença ou fraqueza
Quiliom: definhamento ou tristeza (em alguns dicionários, tuberculose).
Os próprios nomes retratam o quadro de uma família em tamanha tragédia.
Esses dois filhos, ao chegarem em Moabe, casam-se com mulheres moabitas cujos nomes eram Orfa (rebelde) e Rute (companheira). A Bíblia relata em Rute 1:5 que esses dois filhos morreram.

Providência divina:  Noemi e Rute não estavam abandonadas!!

A história mostra que Noemi resolve voltar para Belém, pois chegou-lhe notícias de que o Senhor tinha visitado seu povo dando-lhe pão. (Rute 1:6)

Entre as noras de Noemi, Rute foi a que escolheu seguir sua sogra e, sem perceber, mostra que tinha disposição de seguir o Deus vivo de Noemi. Enquanto isso, Orfa escolhe permanecer em Moabe. Rute aceitou as dificuldades, pois habitar com sua sogra numa terra estranha e exercer uma nova fé exigiria dela muita entrega e uma grande renúncia de tudo que até aquele dia ela tinha aprendido em sua terra moabita tão pagã e tão distante do Deus verdadeiro.
Rute não imaginava que a sua fidelidade a estava levando para bem perto da presença de Deus. Ela passaria a ser possuídora da maior riqueza herdada por alguém: a vida eterna com Deus. 
 "E tinha Noemi um parente de seu marido, homem valente e poderoso, da família de Elimeleque; e era o seu nome Boaz." Rute 2:1
 Boaz é a própria figura do Cristo que resgata aquilo que estava perdido. Ele é parente chegado que tem legalmente o direito de suscitar descendência para Noemi em nome do falecido Elimeleque.

A fidelidade de Rute a deu:
- pão diariamente
- proteção e cuidado de um marido
- alegria de ser mãe
- direito de participar da genealogia de Jesus
 "E as vizinhas lhe deram um nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E deram-lhe o nome de Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi." Rute 4:17

Maravilhoso é esse Deus Todo Poderoso que sabe trabalhar perfeitamente exigindo de nós apenas que confiemos Nele. Só Ele poderia agir de uma maneira tão linda na vida de uma família.

Observe estas palavras:
"Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada." Rute 1:17

Rute estava dizendo que seu compromisso seria até à morte. Ela não voltaria atrás.

"o teu Deus é o meu Deus." Rute 1:16
Rute estava, sem perceber, profetizando vitória e salvação para a sua própria vida. Ela estava se comprometendo.

Queridos leitores, a verdadeira fidelidade é baseada em comprometimento à Palavra de Deus, sujeição à vontade soberana de Deus e entrega sem limites. Rute estava totalmente decidida e comprometida com "Noemi e seu povo", mas não sabia o que Deus reservava para ela. Mas lembre-se: ela tão somente obedeceu!
"E ela lhe disse: Tudo quanto me disseres, farei." Rute 3:5

Esse é o segredo: Fidelidade!

Quem você é?
Rute...amor que suportou  a provação
Orfa...amor que fracassa na adversidade

"Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá." Salmos 101:6


Autora: Marlene Mello


Nenhum comentário:

Postar um comentário